jusbrasil.com.br
20 de Outubro de 2017

Do direito à fuga

Renan Nogueira Farah, Advogado
Publicado por Renan Nogueira Farah
há 3 anos

Você sabia que em países como Alemanha, Áustria e México, escapar da prisão não é um fato punível pela lei, contanto que o fugitivo não cometa outro crime na fuga? Isso porque a liberdade é considerada um instinto humano.

No Brasil, fugir ou tentar fugir da prisão é considerado falta grave, de acordo com a lei de execucoes penais (LEP), o que retarda a progressão de regime do preso, ou a faz regredir.

Por outro lado, se a pessoa ainda não tiver sido presa, e souber que existe um mandado de prisão preventiva ou temporária contra ela, a mesma não é obrigada a se entregar, podendo, portanto, fugir, sem ter maiores problemas (dos que já possui!).

5 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Infelizmente, penso que andamos na contra mão no que se refere a punir condutas ilicitas.! Prova disso são as cadeias abarrotadas e a criminalidade aumentando a cada dia! continuar lendo

Ainda bem que é por lá. Imaginem se essa moda pega..?!!..O que vai existir de brasileiro fugitivo....kkkkk continuar lendo

A maioria dos fugitivos do Brasil são aqueles que não voltam depois de um indulto, as famosas "saidinhas". Mas se o preso já está em condições de ter um benefício desses, deixar de voltar e arriscar ser preso e voltar para a reclusão é muita audácia, para não falar outra palavra... continuar lendo