jusbrasil.com.br
20 de Novembro de 2018
    Adicione tópicos

    Como funciona o disque denúncia 181?

    Renan Nogueira Farah, Advogado
    Publicado por Renan Nogueira Farah
    há 5 anos

    A violência das cidades está em um aumento constante, desde que o homem começou a estudar e registrar as estatísticas. Mas ultimamente está exacerbada.

    Além da ocorrência de crimes ter se banalizado em nosso cotidiano, a cada dia está mais difícil para a polícia investigar, identificar e prender os suspeitos.

    De acordo com a polícia federal, 96% dos inquéritos policiais são ineficientes (dados do protesto realizado em 12 de março de 2014, em frente ao Planalto)[2].

    Mas a grande questão é: o que você, cidadão de bem, pode fazer para auxiliar a polícia a repreender o crime, de forma preventiva e combativa?

    Sempre que souber de alguma prática criminosa, ou suspeitar que ela ocorra, ligue para o disque denúncia. Telefone 181. Ou denuncie pelo site: http://www.ssp.sp.gov.br/SERVICOS/denuncias.

    O disque denúncia garante o sigilo absoluto do denunciante, que pode delatar todos os tipos criminosos, assim como policiais corruptos.

    Essa denúncia gera um protocolo. Com esse dado, as polícias civil e militar têm 15 dias para averiguar as informações prestadas, muitas vezes inclusive tirando fotos do local suspeito.

    A denúncia anônima tem tamanha importância que sua diligência passa na frente de todos os inquéritos em trâmite na delegacia. O prazo de 15 dias é fatal e sempre respeitado, conforme relato do Delegado do 1º Distrito Policial de Americana-SP, Dr. Claudiney Xavier.

    Quanto maior o número de informações, características e dados que o denunciante passar, maiores serão as chances de a polícia solucionar o crime, assim afirma o Capitão da Polícia Militar da 1ª Companhia de Americana-SP, Cap. Rédua. Portanto diga sobre as características físicas do suspeito, suas costumeiras vestes, local onde reside, onde costuma passar o dia, enfim, tudo que souber sobre o meliante.

    Podemos continuar a nos queixar e reclamar da violência, mas também podemos auxiliar as autoridades a solucionarem os crimes e buscarmos assim viver em uma sociedade melhor. A escolha é sua.

    FARAH, Renan Nogueira, advogado, sócio proprietário do escritório FARAH & ARANHA Advogados, pós graduado em Direito Constitucional pela Puc Campinas, em Ciências Criminais pela Unisul, em Direito Penal Econômico Europeu pela Universidade de Coimbra/Portugal, especializado em Tribunal do Júri pela ESA/SP e pós graduando em Direito Tributário pela Puc Campinas; defensor da 15ª Turma do Tribunal de Ética e Disciplina de São Paulo.

    [2] Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,agentes-da-policia-federal-protestam-em-frente-ao-palacio-do-planalto,1140081,0.htm, disponível em 13 de março de 2014.

    6 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Hoje eu quis pela única vez contatar o 181 por três tentativas de golpe por telefone que objetivavam acesso a minha modesta morada com fins desconhecidos, mas por justificativas comprovadamente fraudadas e que mostravam que o banco de dados em mãos da quadrilha é enorme e meu maior objetivo que é o de defender os mais incautos e inocentes.
    O telefone tocou muitas vezes sem atendimento. Com a insistência após cair algumas vezes, o computador atendeu e deu a informação que as denúncias deveriam ser sobre x, y, z e se o motivo fosse outro para aguardar que falaria com alguém. Não tinha opção para falar sobre as opções citadas e tampouco alguém atendeu. continuar lendo

    É perigoso usar o próprio celular pra denunciar ou é isso é lenda urbana? continuar lendo

    Com certeza amigo nem pensar em usar seu celular disque de orelhão é mais seguro continuar lendo

    oficial pró graduado do pentagono na europa (formado em direito adiministrstivo na) univerci-da- europa continuar lendo

    veterano dos boina verde continuar lendo

    reformação aliatorias nacionaliszada continuar lendo